• Um dia sonhado

    Quando escolhi para usar no dia do lançamento do meu livro o mesmo corpete que vesti no dia do meu casamento, pensei que essa seria a única semelhança entre dois momentos especiais da minha vida. Mas não. Como pude comprovar, há muito mais em comum entre lançar um livro e casar. Senão vejamos:

    1) a noiva não consegue beber nem comer nada. A autora também não.

    2) a noiva não consegue dar atenção a toda a gente que teve a paciência de se deslocar ao evento. A autora também não.

    3) a noiva dá beijinhos cada vez que se vira para algum lado. A autora também.

    4) a noiva está nervosa e, quando chega a sua vez de falar, engasga-se de emoção. A autora também.

    5) nesse dia, a noiva recebe amor infinito das pessoas mais importantes da sua vida. A autora também.

    6) para a noiva, duas horas parecem dez minutos. Para a autora também. 

    7) no final da noite, a noiva está estafada mas não consegue adormecer, tal é o "excitex". A autora também.

    8) no dia seguinte, ao relembrar os momentos e as pessoas que estiveram ao seu lado, a noiva emociona-se. A autora também.

    Obrigada a todos os que partilharam este dia tão importante para mim. E obrigada a todos os que não puderam comparecer mas enviaram as suas boas energias.


    Comentários
    0 Comentários

    0 comentários → Um dia sonhado

    Enviar um comentário